Português
21 DE JANEIRO DE 2023. POR THAÍS FERREIRA

Exemplares de raças zebuínas e seus cruzamentos quarentenados em Uberaba já estão na Bolívia

Exemplares de raças zebuínas e seus cruzamentos quarentenados em Uberaba já estão na Bolívia

Animais embarcaram no início da semana; genética zebuína contribuirá para a sustentabilidade da pecuária do país latino-americano

Na última segunda-feira (16), os bovinos que estavam cumprindo quarentena na Fazenda Experimental Orestes Prata Tibery Júnior, da Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), embarcaram para a Bolívia. Entre os exemplares, oriundos dos Estados de Minas Gerais, São Paulo, Goiás e Mato Grosso, encontram-se animais das raças Gir, Nelore e Sindi.

Durante o processo, os animais ficaram isolados para o cumprimento das diretrizes exigidas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). O tempo de quarentena depende do país importador. No caso da Bolívia, foram necessários 30 dias.

O vice-presidente da ABCZ, Arnaldo Manuel de Souza Machado Borges, ressaltou a organização do procedimento que garantiu a exportação de animais, levando genética de qualidade das raças Gir, Nelore, Sindi e Girolando. “A exportação para os criadores bolivianos aconteceu de forma organizada, desde o embarque, transporte até a entrega e com o manejo correto durante a quarentena. Mais uma vez um trabalho especial executado pela AlvoAgro. A Bolívia é hoje, o maior importador de material genético do Brasil, e a parceria ABCZ/ ASOCEBU viabilizou e contribuiu para este intercâmbio. Com esta parceria e o  trabalho criterioso dos criadores, a Bolívia tem um melhores rebanhos zebuínos da atualidade!”, destaca.

A especialista em mercado internacional, Ana Claudia Mendes Souza, que também é vice-presidente da ABCZ, enfatizou a importância do quarentenário para o fomento das exportações. “A ABCZ oferece um ambiente aprovado pelo MAPA, dentro do rigoroso processo de avaliação do nosso Ministério, no que tange à qualidade das instalações e segurança dos animais, permitindo o incremento no intercâmbio genético entre os países”, diz.

Todos os cuidados com os animais e o transporte até a Bolívia foram conduzidos pela empresa AlvoAgro Consultoria e Agronegócio, que atua na exportação de gado há mais de 15 anos.  A CEO da AlvoAgro, Fabiana Miranda Guandalini, destaca que o foco principal foi o bem-estar animal.

“Durante a quarentena, inspecionamos os animais diariamente e fazemos todo o protocolo de vacinas e exames exigidos. A base da nossa empresa são os animais. Nossa paixão e respeito por eles são o que nos move e vêm de gerações. Essa tradição é transmitida para todos os envolvidos na operação”, afirma.
 

Usamos Cookies para personalizar e melhorar a sua experiência em nosso site. Visite nossa Politica de Cookies para saber mais.

Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies.

Aceitar